sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Um pontinho verde em meio ao cinza

São Paulo é caótica e pálida, mas aos poucos conseguimos mudar algumas coisas...
Vamos falar sobre o telhado verde do shopping Eldorado aqui em São Paulo, conhece??? 
Saiba que estão mandando muito bem por lá. Há todo um projeto fantástico de compostagem, reúso de água e as projeções dos resultados são ótimas: como menos 1 - 2ºC  na temperatura interna do prédio, além da triagem e destinação correta dos resíduos como prevê a Política Nacional dos Resíduos Sólidos.
O shopping Eldorado, que está localizado na zona Oeste de São Paulo,  recebe cerca de 50 a 60 mil pessoas por dia, e implantou em sua cobertura um telhado verde, com o produto da compostagem dos restos de alimentos que são descartados todos os dias na praça de alimentação. Os alimentos são levados a uma ilha na própria praça de alimentação do shopping e lá acontece a triagem dos mesmos, após esta etapa, os resíduos “qualificados” para o processo de compostagem são levados a uma central, onde são triturados e adicionados biopolímeros e enzimas, desenvolvidas e patenteadas pelo BIOIDÉIAS, que transformam o material em húmus através da aceleração química e rotação à elevadas temperaturas (aproximadamente 60 graus Celsius) por quinze minutos, de forma a eliminar os possíveis patógenos. Em seguida, este composto é reservado até que esfrie, e só depois é levado para o teto do shopping e utilizado como fertilizante orgânico. Com isso, legumes e hortaliças são plantados e apresentam excelente qualidade. Este é um dos exemplos de horta urbana no Brasil e também um Case específico de sucesso no processo de compostagem, devido à tecnologia empregada pelo Bioidéias (instituto responsável pela pesquisa e implementação dos biopolímeros para aceleração do processo da compostagem) que torna o processo infinitamente mais rápido, se comparado às técnicas tradicionais que são usadas na compostagem.
Sem os biopolímeros ou catalisadores, o tempo de compostagem comum dos resíduos orgânicos pode chegar a 180 dias. A tecnologia empregada pelos Engenheiros agrônomos Rui e Cristina Signori no shopping, garante a economia de tempo e principalmente a economia de espaço, pois sem este acelerador seriam necessárias grandes áreas para o processo e acumulo dos resíduos nos seus vários estágios de decomposição.
Foto: Ana Carolina Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário